Mulher pode tomar testosterona? Conheça os riscos e benefícios

testosterona-mulheres

As mulheres podem ser beneficiadas pela correta aplicação da testosterona

A resposta é sim, mulheres podem tomar testosterona. Mas há indicações específicas para isso. Coisa que muitas têm, simplesmente, ignorado na busca quase obsessiva por um corpo mais firme e forte.

A tentação pode ser grande: reduzir gordura corporal e aumentar músculos. Cá entre nós, a realização de um sonho para muitas mulheres (e homens também).

Mas existem riscos no uso, pelo público feminino, do hormônio responsável pelas características sexuais dos marmanjos.

Em busca de músculos mais volumosos e definidos, celulite praticamente zero, estrias amenizadas e libido nas alturas, certas mulheres acabam recorrendo à testosterona. E o pior: sem qualquer acompanhamento profissional.

Porém, as simpatizantes do hormônio masculino pensam nos benefícios e esquecem (ou ignoram) os riscos de tomar algumas injeções, pílulas ou usar gel, adesivo e implante de testosterona. São vários – e perigosos – efeitos colaterais. Muito além do aumento no crescimento de pelos.

O que acontece quando as mulheres tomam testosterona

Confira a lista de reações adversas provocadas no corpo feminino pelo uso (sem indicação) da testosterona:

  • Aparecimento de acne;
  • Crescimento do clitóris;
  • Queda de cabelo;
  • Retenção hídrica, que provoca inchaço;
  • Alterações no comportamento, como agressividade excessiva;
  • Crescimento do“pomo de adão”, conhecido como gogó;
  • Aumento de pelos;
  • Engrossamento da voz.

Algumas consequências dependem do tempo de utilização e da quantidade do hormônio masculino. Por isso, o alerta dos médicos é que as usuárias de testosterona parem de usar a substância o quanto antes.

Quanto mais curto for o tempo de ingestão, maiores as chances de reverter os efeitos colaterais. Caso contrário, o “estrago” é grande, deixando a mulher suscetível a outros tipos de problema.

O fato é que, embora a testosterona não cause dependência química, o aspecto psicológico é afetado – o que pode estar relacionado à vigorexia. Nesta síndrome, a pessoa tem uma preocupação exagerada com a aparência física, com a busca do corpo ideal, e acaba distorcendo a própria autoimagem. Assim, se enxerga muito magra e fraca mesmo quando está musculosa.

Testosterona pode ser tomada por mulheres?

As indicações da testosterona para mulheres, em geral, ocorrem em casos de diminuição de libido, queimaduras (principalmente elétricas) graves e com acentuada perda de musculatura.

E ainda: portadoras do vírus HIV com escassez de massa magra; caquexia (enfraquecimento extremo, devido a desnutrição ou velhice); para evitar fraturas por quedas em idosas com redução do tônus muscular e diminuição de musculatura.

As mulheres podem tomar testosterona também na menopausa, quando o hormônio ajuda a restabelecer a libido e combater a perda de massa muscular, desde que com rigoroso acompanhamento médico.

Outras aplicações da testosterona no universo feminino são: combate a anemias muito severas, endometriose e alguns casos de câncer.

Não restam dúvidas de que, assim como no caso dos homens, as mulheres podem ser beneficiadas pela correta aplicação da testosterona.

Porém, lançar mão do hormônio sem orientação médica e por motivos puramente estéticos, além de ser um perigo, é algo que não conta com aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Porém, o que se nota, e é confirmado por órgãos como o Sistema de Acompanhamento de Mercado de Medicamentos (Sammed), é aumento nas vendas de medicamentos que contêm testosterona como princípio ativo, sejam eles injetáveis ou em cápsulas.

As vendas cresceram 55% entre 2004 e 2012.  Os dados, que não incluem os produtos manipulados, foram obtidos a partir de relatórios de comercialização, encaminhados anualmente pelos laboratórios fabricantes e divulgados pela Anvisa.

Resta saber o quanto disso é realmente necessário… Pense bem.

Saúde, e até breve!

Recomendados Para Você:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *