O que é Alopécia? Como tratar?

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

A alopécia é uma doença auto-imune que causa causa a queda de cabelos em pedaços definidos do couro cabeludo, gerando zonas sem cabelo. Esta queda ocorre geralmente na cabeça, mas pode – em situações mais raras – atacar outras partes do corpo.

Alopécia: como tratar

Embora a causa da alopécia não seja extremamente bem definida, ela tem a tendência de ocorrer em pessoas que possuem, em sua família, histórico de doenças auto-imunes. A falta de conhecimento sobre o problema é agravado pela falta de cura, mas há diversos tratamentos que podem ajudar a minimizar os problemas, fazendo com que o cabelo volte a crescer mais rapidamente.

Confira os sintomas, tratamentos e demais informações sobre a alopécia:

Sintomas da Alopécia

O principal sintoma da alopécia é a queda de cabelo, que geralmente ocorre em pequenos círculos no couro cabeludo. Estes círculos sem cabelo podem ter até alguns centímetros, ou simplesmente serem pequenas áreas que menor percepção.

Em alguns casos, as quedas podem ocorrer em locais diversos, além do couro cabeludo, e a observação da queda súbita de cabelo em áreas específicas é o principal sintoma a ser observado.

Em alguns casos mais raros, a alopécia pode manifestar-se com uma queda intensa de cabelo, que pode ocorrer em todo o couro cabeludo (alopecia totalis), ou em absolutamente todos os pelos do corpo (alopecia universalis).

As perdas de cabelo ocorridas durante o processo geralmente são recuperadas após algum tempo, mas podem voltar a acontecer, dependendo da possibilidade de a doença voltar a manifestar-se no corpo da pessoa.

Causas da Alopécia

A alopécia é uma doença auto-imune, o que significa que o corpo identifica células saudáveis como se fossem substâncias ameaçadoras para o corpo. Normalmente, o sistema imunológico defende seu corpo contra invasores reais, como vírus e bactérias.

No caso de quem possui alopécia, o corpo passa a atacar os folículos capilares, que são as estruturas das quais o cabelo cresce. Com os ataques, eles tornam-se menores, geram a queda do cabelo e param de produzi-lo.

Os pesquisadores ainda não sabem qual é o gatilho deste problema, o que torna sua causa um pouco nebulosa. Sabe-se, no entanto, que há um fator genético importante, uma vez que o problema ocorre mais comumente em pessoas que já possuem histórico familiar de doenças auto-imunes. Não se sabe, por outro lado, em que medida os fatores ambientais contribuem para o desenvolvimento do problema.

Diagnóstico da Alopécia

O diagnóstico da alopécia é realizado sobretudo com a observação dos sintomas – em especial, a queda de cabelo – para determinar a presença do problema. Muitas vezes, utiliza-se uma análise microscópica dos fios de cabelo caídos.

Em alguns casos, onde pode-se suspeitar de outros problemas ocorrendo no couro cabeludo, pode ser necessário quese realize uma biópsia simples, com o objetivo de identificar fungos e possíveis infecções.

Para quem já possui histórico de doenças auto-imunes próprias em em familiares próximos, pode-se realizar um exame de sangue, para descartar ou confirmar outras condições que também podem causar a queda de cabelo.

Tratamento da Alopécia

Não há uma cura conhecida para a alopécia, mas a condição pode ser tratada e ter seus sintomas minimizados, se receber a atenção adequada. Isso quer dizer que um bom tratamento pode auxiliar a recuperação mais rápida dos fios de cabelo e, em alguns casos, impedir que novas quedas ocorram.

Um dos tratamentos de sintomas conhecidos para a condição, é utilizar medicamentos aplicados sobre as áreas da pele afetadas para estimular que o cabelo cresça novamente. Outras terapias comuns envolvem injeções de hormônios e estimulantes.

Em casos mais extremos, pode ser utilizada uma foto quimioterapia. Este é um tratamento que combina radiação e doses de medicamento oral com aplicação de luzes ultravioleta, que buscam estimular o crescimento dos fios de cabelo nos locais onde houve queda.

Recomendados Para Você:

Comments are closed.