Saúde e Bem estar

Micropenis: Causas e possíveis tratamentos

Micropenis: Causas e tratamentos
Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.


É muito normal que os caras se preocupem com o tamanho do seu pênis, sempre insatisfeitos desejando que seu membro fosse maior. Apesar disso, são muito poucos os caras que realmente tem um problema de verdade em relação ao tamanho do seu pênis.

Micropenis: Causas e tratamentos

Estamos falando dos caras que sofrem de uma condição que ficou conhecida como “micropenis”. Pelo próprio nome, você já deve imaginar do que se trata o micropenis: é uma condição médica quando o pênis tem um tamanho muito pequeno. Mas quão pequeno?

De acordo com alguns estudos, o tamanho médio do pênis no homem adulto varia entre 12 centímetros e 18 centímetros. Já o micropenis, é o nome dado para os pênis que têm menos de 4 centímetros quando estão moles, e não mais do que 7,5 centímetros durante sua ereção.

O que causa o micropenis?

O micropenis acontece em apenas 1 a cada 200 homens, e sua causa é comumente ligada à produção de testosterona e possíveis anomalias hormonais que acontecem na sua produção e distribuição.

A principal causa para o micropenis é uma anomalia que ocorre nos testículos, dificultando a produção suficiente de testosterona. Essa, e diferentes disfunções hormonais, podem causar a má formação do órgão sexual masculino. Outra causa para o micropenis está mais conectada a fatores hereditários. Às vezes, são fatores genéticos que impedem a absorção correta de testosterona pelos testículos, fazendo com que o micropenis ocorra.

Possíveis tratamentos para o micropenis

Nos tempos antigos, era comum que o micropenis fosse completamente removido em um procedimento cirúrgico. Para a sorte de quem sofre dessa condição, os tempos mudaram. Atualmente, existem algumas soluções possíveis para o micropenis que não envolvem cortar o membro fora.

Se percebido durante a infância, o micropenis pode ser tratado através da reposição hormonal. Isso irá possibilitar que o pênis se desenvolva normalmente ao longo da vida, evitando que a criança tenha um micropenis na vida adulta.

Nem todos os casos são percebidos cedo o bastante para realizar um tratamento com reposição de testosterona. Para esses casos, ainda existem algumas possibilidades cirúrgicas, como a faloplastia, que podem ser realizados para tratar a condição. Conversar com o seu médico urologista sobre essas opções é o primeiro passo para a recuperação.

Tenho um micropenis, e agora?

A consulta com um urologista é a melhor maneira para definir como tratar a condição do micropenis e ter a possibilidade de uma vida sexual normal. O problema do micropenis é que ele dificulta muito a penetração, muitas vezes tornando ela impossível. Além disso, ele pode não dar muito prazer para a mulher, por causa do seu tamanho.

Se você é um dos caras que sofre dessa condição, então você deve começar aceitando o seu tamanho e onde você está. Apesar do micropenis, você ainda tem maneiras de dar prazer às suas parceiras. Como as mulheres tendem a sentir mais prazer nas preliminares do que durante a penetração, você deve abusar desse momento na hora do sexo, caprichando no trato do corpo dela. Outra maneira, é praticar bastante sexo oral nela. O sexo oral é uma das maneiras de fazer uma mulher sentir mais prazer, e se você mandar bem nele, com certeza irá satisfazer sua parceira na cama.

Outra saída para não deixar o sexo sem graça com um micropenis, é visitar uma sex shop. Lá, você irá encontrar soluções desde capas penianas até cintas com pênis de borracha acoplados, que podem ser vestidos por você para satisfazer sua parceira durante a penetração. Uma aceitação sua e da sua parceira, com um diálogo bastante aberto sobre a sua condição é sempre necessário para manter uma vida sexual saudável e prazerosa.

Recomendados Para Você: