Efeito platô: o que significa?

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

Seja na busca por emagrecimento, por desenvolvimento muscular ou no treinamento de um esporte, todos nós já passamos pelo chamado efeito platô. Você pode não conhecer a situação com este nome, mas a sensação de estagnar nos ganhos após um período inicial de resultados acelerados é extremamente comum e deve ser combatida sempre que possível.

O exemplo mais comum do efeito platô é, sem dúvidas, o das dietas: você começa um processo de regime restritivo da alimentação, e perde vários quilos logo no primeiro mês. Alguns meses depois, no entanto, parece não estar conseguindo perder peso nenhum. É exatamente este momento de estagnação de resultados ao qual o efeito se refere.

Obviamente, não se trata de nenhum problema de saúde, e certamente não é algo anormal. Seu principal risco, no entanto, é psicológico, pois costuma desestimular as pessoas de continuarem o esforço de obtenção de resultados. É importante entender os motivos pelos quais este efeito ocorre e, sobretudo, compreender como vencer o desânimo da inevitável redução no ritmo das melhorias.

Saiba o que é o efeito platô, como sair deste “limbo” e continuar obtendo resultados positivos:

Por que o efeito platô ocorre?

É importante entendermos que quando iniciamos uma atividade física, normalmente estamos em um ponto de partida distante do ideal: se a intenção é perder peso, provavelmente estamos acima do peso ideal. Se a intenção é ganhar massa muscular, possivelmente você está há algum tempo sem exercícios específicos para isso.

Por isso, não é nada surpreendente que seu corpo reaja de maneira quase imediata a certos esforços. Se você está há anos comendo demais e levando uma vida sedentária, é natural que você perca rapidamente alguns quilos quando começa a controlar a alimentação e praticar exercícios físicos.

Por outro lado, quando você já perdeu estes quilos iniciais e está há algum tempo realizando o esforço, é possível que seu corpo encontre um certo equilíbrio fisiológico, ou uma espécie de zona de conforto. Em algum ponto da trajetória, seu esforço não estará simplesmente compensando o déficit de anos de negligência, entrando em um momento de aprimoramento.

É exatamente neste ponto que os resultados são mais lentos, e é isso que diferencia as pessoas que estão determinadas em buscar um certo objetivo daquelas que desistem rapidamente. Chegar no efeito platô não significa atingir os resultados ideias, mas chegar no ponto em que você dará um passo além do ordinário, e é justamente neste ponto que parece tão complicado que você deve reunir energias para continuar.

Dicas para sair do efeito platô

Não é fácil sair do efeito platô e vencer o desânimo típico desta fase. Isso não é desculpa, no entanto, para desistir: todas as pessoas que alcançam seus objetivos físicos passaram por este ponto uma ou mais vezes, e você também passará se continuar seguindo um bom plano. Para isso, é útil ter algumas dicas em mente:

Entenda que este é um processo normal, e não deve ser um desestímulo

Entrar no efeito platô não é um problema. Pelo contrário, significa que seu corpo atingiu uma nova etapa. Lembre-se dos motivos pelos quais você deu este passo inicial, e considere o quão importante é ir além.

Entenda essa fase de resultados mais lentos como uma conquista, e não como um retrocesso. Para chegar a ela, você precisou percorrer todo um caminho inicial, e seria um enorme desperdício ter que o repetir no futuro.

Aumente a intensidade

Se seu corpo chegou a um equilíbrio fisiológico, é necessário leva-lo além: aumente a intensidade dos exercícios, o peso, a quilometragem ou o controle. Qualquer que seja seu objetivo, aperfeiçoar-se significa ir cada vez mais longe no processo.

Procure gargalos em seu desenvolvimento

Muitas vezes, mantemos alguns hábitos ruins que parecem naturais, e modificar essas atitudes prejudiciais para seu corpo pode ser a diferença entre estagnar e continuar progredindo. Aquela sobremesa que é mais frequente do que deveria ser, aquela noite mal dormida ou, até mesmo, aquele dia em que o treino fica pela metade uma vez por semana podem estar entre os pequenos hábitos que atrapalham seus resultados.

Não esqueça de descansar

Quando o assunto é o aprimoramento do corpo, o descanso pode ser tão importante quanto o esforço. Muita gente acaba afogada no efeito platô porque se esforço demais e não dá tempo para o corpo descansar. A construção de massa muscular após um exercício intenso depende de um bom descanso, assim como a capacidade de recuperação dos traumas de diversas atividades.

Recomendados Para Você:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *