Oximetolona: o que é? Para que serve?

Nos dias atuais, a busca por um corpo perfeito é tão alta quanto a busca por suplementos que auxiliem nesta busca. Neste contexto, a oximetolona está entre as principais opções. Este esteroide anabolizante é muito utilizado entre os meios fitness.

Entenda o que é a oximetolona, para que serve, e os cuidados necessários com este anabolizante:

O que é a oximetolona?

image36-43687b35703ecf2e7dde4c7d506ff459-640-0

Entre os diversos produtos desenvolvidos para acelerar a taxa anabólica do metabolismo, a Oximetolona está em destaque. Trata-se de esteroide anabolizante, desenvolvido para construir fibras musculares, evitando momentos de catabolismo muscular.

Isso resulta em maior massa magra, e diminuição dos efeitos de redução muscular. Adicionalmente, a oximetolona resulta no favorecimento do aumento de testosterona no corpo. A testosterona é o hormônio masculino primário, e é responsável pelo desenvolvimento de músculos.

Além disso, incrementa o metabolismo e a presença de células vermelhas do sangue. Esta mudança leva a uma maior oxigenação das células musculares, gerando mais resistência e potência. Outro efeito conhecido é a aceleração da metabolização de proteínas – o que garante maior quantidade do nutriente para a formação muscular. Desta forma, os músculos podem ser construídos de forma mais rápida e eficiente.

Como utilizar a oximetolona?

exemplos-de-ciclos-anabolizantes

Ao utilizar o produto, é importante levar em consideração que é essencial aliar seu consumo à musculação. Sem malhação, os efeitos esperados apenas do suplemento são pouquíssimos, uma vez que não há estímulo para isso.

Por isso, é essencial que a pessoa que passa por uma suplementação com oximetolona tenha o rigor de malhar, ao menos, três vezes por semana. Tendo esta informação de uso, pode-se pensar a respeito do ciclo de utilização: a oximetolona não é feita para uso contínuo.

Assim como outros anabolizantes, deve-se utilizá-la em ciclos, que incluem períodos de uso e descanso posterior. Em geral, estes ciclos compreendem períodos de três ou quatro semanas, com ao menos três vezes este tempo sem sua utilização.

A oximetolona pode ser combinada com o ciclo de outros suplementos, incluindo outros esteroides.

Cuidados especiais

Lembre-se de sempre utilizar a oximetolona em ciclos controlados. Ao utilizá-la livremente, você potencializa seus efeitos colaterais, podendo levar a resultados indesejados. Ciclos muito longos podem afetar, por exemplo, a produção natural de testosterona. Se isso ocorrer no corpo por muito tempo, ele pode parar de produzir testosterona, tornando você dependente de produtos sintéticos.

Além disso, é importante dar atenção aos efeitos colaterais, e manter um médico informado a respeito do seu desenvolvimento durante o tratamento. Em alguns casos, o uso de oximetolona pode afetar o funcionamento do fígado (durante o ciclo), assim como estimular a queda de cabelo.

Em alguns casos mais raros – especialmente naqueles de abuso do suplemento, pode-se esperar o desenvolvimento de características femininas. É o caso de acúmulo de gordura no peito, semelhante aos seios femininos. Por isso, é essencial manter-se de acordo com o ciclo previsto, sem desvios.

Efeitos colaterais da oximetolona

andre-man-sur-como-combater-as-dores-estomacais

Existem alguns efeitos colaterais esperados com o uso deste esteroide anabolizante. Em geral, são bastante comuns, e não devem gerar muita preocupação, além de consultas médicas periódicas. É o caso de efeitos como, por exemplo:

  • Náuseas e dores estomacais;
  • Ganho rápido de peso, especialmente no rosto e no abdômen;
  • Perda de apetite e urina com cores um pouco mais escuras;
  • Amarelamento nos olhos ou na pele (de forma leve);

Caso estes efeitos sejam constantes ou muito acentuados, é necessário falar com um médico imediatamente. Além disso, inchaços e reações alérgicas que afetem a respiração ou obstruam vias respiratórias (como na língua e na garganta) são motivos para o auxílio médico urgente.

Além disso, é importante marcar uma consulta o quanto antes caso algum dos seguintes sintomas ocorra:

  • Dor ao urinar;
  • Aumento exagerado no interesse sexual, com ereções dolorosas;
  • Perda no interesse sexual, impotência ou dificuldade de atingir o orgasmo;
  • Aumento de sangramentos leves e dificuldade de coagulação;
  • Dores ou inchaços no peito;
  • Mudanças no tom da pele;
  • Repentina falta de fôlego;

Veja também:

Recomendados Para Você:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *