Sexo

Swing: Dicas para iniciantes na troca de casais

Swing troca de casais: Dicas para iniciantes
Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

Swing é uma fantasia não só de muitos homens, mas de muitos casais também. A maioria dos caras está interessado mais em ver sua namorada pegando outra mulher, mas alguns casais já estão mais dispostos a ir mais longe e fazer toda troca, com sua mulher pegando outro cara enquanto você pega outra mulher, compartilhando ou trocando ocasionalmente.

Mas decidir fazer um swing pela primeira vez não é uma decisão simples ou pequena, muitos casais têm medo que introduzir pessoas novas na sua vida sexual pode trazer grandes mudanças e até mesmo estragar o seu relacionamento.

Isso tudo pode muito bem ser verdade. por isso é necessário que o casal tenha uma boa linha de diálogo com as suas ideias sobre o swing, e também que tenham plena confiança um no outro para não deixar isso ficar no caminho do que realmente importa.

Por que fazer um swing?

Saber o motivos de por que você e sua parceira estão afim de começar a fazer swing é o primeiro passo para realizá-lo da forma correta. Alguns casais ficam cansados de ficar muito tempo com a mesma vida sexual, fazendo as mesas coisas com a mesma pessoa, e por isso querem explorar sensações e fantasias novas, e muitas vezes isso incluir experimentar pessoas novas.

Ao mesmo tempo, o swing pode ser apenas uma fantasia sua ou da sua mulher, e vocês finalmente encontraram alguém que está disposto a tentar isso, ou talvez queiram apenas explorar algumas curiosidades sexuais. Seja qual for o motivo, é importante ser aberto com sua parceira sobre isso, para que fique claro que é uma experiência que você quer ter com ela, e não que você está cansado da sua parceira na cama.

Para começar

Se você nunca fez um swing antes, talvez seja um pouco difícil de saber por onde começar. Você pode ter uma amiga ou um casal de amigos que queira fazer isso com você e sua parceira, mas muitas pessoas preferem fazer esse tipo de coisa com estranhos, o que pode complicar um pouco as coisas.

A internet é uma ferramenta que pode ser usada pra facilitar um pouco esse processo. Com uma breve busca sobre swing, você irá encontrar vários clubes e festas com pessoas e casais que estão atrás da mesma coisa que você e sua parceira estão procurando.

É importante seguir regras e limites

Seja só você, sua parceira e outra mulher, vocês dois e outro casal, ou uma festa de swing, é importante saber as regras e limites dos envolvidos ou do ambiente. Se for algo mais íntimo, com apenas você e sua parceira com outro casal, é importante que todos estejam cientes de o que os outros estão afim, e respeitar essas limitações.

Se você e sua parceira forem participar de uma festa em um clube ou casa de swing, é bom saber as regras do lugar para não quebrá-las e ficar com uma má reputação, ou arruinar a noite de outra pessoa. Acima de tudo, é importante definir regras e limites entre você e sua parceira, para que nenhum dos dois seja ofendido durante a experiência e evitando complicações maiores no seu relacionamento.

Saiba lidar com as consequências

Trazer novas pessoas para sua vida sexual é um caminho sem volta. Essas novas pessoas irão lhes apresentar coisas novas que podem trazer grandes benefícios para o seu relacionamento, como novos fetiches que você nunca soube que tinha, e que você e sua parceira podem adotar permanentemente na sua vida sexual, melhorando ela significativamente.

Mas também é algo que pode trazer aspectos negativos, como ciúmes, por exemplo, que pode consumir lentamente o relacionamento. Por isso o diálogo e as regras são tão importantes, para garantir que essa experiência seja apenas algo novo e divertido que você e sua parceira estão experimentando juntos.

Casa de Swing: os 10 maiores mitos

Casa de swing é praticamente um puteiro. Todo mundo transa com todo mundo, em todos os lugares, e quem estiver lá é obrigado a participar. Você também pensa assim?

Ledo engano meu caro, ledo engano!

Isso é o que a maioria das pessoas acredita e por causa desse tabu imposto pela sociedade a maior parte dos casais e pessoas que tem vontade de ir, acaba jogando suas fantasias no lixo.

Para mandar a real, vou listar os 10 maiores mitos sobre uma casa de swing. Ilusões, crenças equivocadas, mentiras, auto enganos, enfim, tudo o que você achava que acontecia lá dentro, mas não acontece…

Ah, e eu aposto que o mito #10 irá surpreender você. Por quê? Bom, ele é o principal motivo que está te privando de sentir prazer como nunca sentiu antes em sua vida.

Preparado? Então continue lendo esse artigo.

Mito #1 – Tudo é Permitido

A maioria das pessoas pensa que casa de swing é um lugar sem lei, onde tudo relacionado a sexo é permitido.

Mas acredite, não é.

Toda casa tem as suas regras (que são bem rígidas) e quem as descumpre é expulso do clube.

Algumas das regras das casas de swing são:

  • Apresentação de documento oficial com foto.
  • Ser mair de 18 anos.
  • Vestuário esporte Fino. Normalmente as casas não permitem a entrada de bermudas  e sandálias.
  • Privacidade. Celulares, bolsas, máquinas fotográficas, tabletes, e ipods são estritamente proibidos.
  • Proibido bagunça ou barulhos desnecessários.
  • Respeito a todos. Educação é base para os casais que praticam o swing ;
  • Não tocar em alguém sem permissão.
  • Algumas casas não permite a entrada de homens solteiros.
  • Levar uma garota de programa para fingirem ser um casal.

Mito #2 – Aparência Da Casa

Só de ouvir a palavra swing algumas pessoas já imaginam um local onde todo mundo está pelado, fazendo sexo descontrolado por todos os lados.

Porém não é bem assim que as coisas acontecem lá dentro. A casa geralmente tem vários ambientes com:

  • Pista de dança;
  • Bares;
  • Balcões;
  • Mesas;
  • DJ´s;
  • Shows;
  • Bebida;
  • Alguns postes para pole dance.

Uma casa de swing seria praticamente uma boate normal se não fosse a intenção “diferenciada” da pessoas que as frequentam. O sexo!

Mito #3 – Sexo Pra Todo Lado

O sexo acontece em um espaço diferenciado.

A grande maioria das casas permite apenas amassos e pegação nos locais considerados “normais”, como bares, pistas de dança ou boate.

Isso acontece, para evitar que casais que estão frequentando a casa pela primeira vez, fiquem desconfortáveis e chocados com as cenas de sexo explícito e nunca mais voltem ao local.

Afinal de contas, algumas pessoas estão ali apenas para observar e matar a sua curiosidade.

Mito #4 – Frequentadores

Pensar que você vai chegar em uma casa de swing e ver somente gente bonita, modelos, top models, é um dos maiores erros que as pessoas cometem.

Lá você vai ver pessoas de todos os estilos.

Gente bonita, feia, magra, gorda, baixa, alta, solteira, casadas, safadas, quietinhas, escandalosas, negras, brancas, ruivas, gostosas, velhas, novas.

Só podem entrar maiores de 18 anos e o foco das boates são os casais. Em casas mais sérias é feita uma análise para ver se você não está acompanhado de uma prostituta, e se isso for confirmado, você será expulso.

Você deve estar ciente que, a mulher é o centro das atenções em uma casa de swing. Ela receberá milhares de cantadas. Portanto, para ir você deve estar preparado para aguentar todos os machos do local desejando e cantando a sua mulher.

Mulheres solteiras também podem entrar e geralmente são as que pagam o ingresso mais barato.

Normalmente homens solteiros não entram na maioria das casas, e quando entram o ingresso costuma ser muito mais caro, algo em torno de R$250 a R$600.

A maioria das casas adota essa política para que os casais tenham que lidar com caras tarados e soteiros que possam estar ali para “tentar se dar bem”.

IMPORTANTÍSSIMO: Agora que você sabe que as pessoas que frequentam as casas de swing são pessoas normais, de carne e osso, assim como eu e você. Nunca se esqueça de levar camisinhas com você, em uma casa de swing elas são mais importantes que qualquer outra coisa.

Mito #5 – Higiene

A higiene é um fator primordial em casas de swing. O ambiente é sempre muito bem arrumado e limpo, principalmente nas casas mais renomadas. Não se preocupe que você não vai contrair nenhuma doença somente por estar lá, esses locais são mais limpos que muito bar que você frequenta por ai.

Mito #6 – Todo Mundo Vai Te Ver

Se é a sua primeira vez e você ainda não está preparado para ficar se exibindo na frente dos outros, por qualquer que seja o motivo, existem quartos em que você pode transar e que ninguém irá perturbá-lo, semelhantes a um motel, com tranca e tudo.

Você não é obrigado a deixar ninguém te ver transando só porque está ali!

Mito #7 – Você Tem Que Fazer Swing

Pra quem não sabe, swing é a troca de casais. É contraditório mas, mesmo sabendo que você está em uma casa de swing, você não tem que deixar que outra pessoa transe com a sua mulher. Isso é uma escolha sua.

Dica: Sempre converse bem com a sua mulher antes de irem a uma casa de swing. Deixem bem claros os limites de cada um e também o que vocês irão tentar. O combinado nunca sai caro e pode evitar que seu relacionamento se desmorone.

Mito #8 – Você está traindo

Depois que vocês estiverem lá dentro, provavelmente o tesão e o prazer vão falar bem mais alto, e as coisas podem acabar fugindo um pouco do planejado. Com tanta excitação assim, pode ser que vocês tentem algo novo, e no fim da noite vocês acabem fazendo o que falaram que nunca iam fazer, trocar de casal.

O importante nessa hora, é que vocês saibam que trocar de casal, não é considerado traição e nem um bicho de sete cabeças – pelo menos para quem está lá dentro.

Então, se você se arrepender depois, não se sinta mal, e considere como uma experiência e um aprendizado que muita gente não teve a oportunidade de realizar.

Mito #9 – Fofocas

Uma das coisas mais essenciais em uma casa de swing, é o sigilo. Casais e pessoas que frequentam essas casas repudiam aqueles que têm a “língua solta”. O lema deles é: o que acontece na casa de swing fica na casa de swing.

Então, não se preocupe, se você resolver ir, ninguém vai sair comentando isso por ai no outro dia, assim como você também não deve comentar.

Mito #10 – Salvação para o relacionamento

Muitos casais com o passar do tempo acabam deixando suas vidas cair na rotina. O sexo fica monótono e chato e uma verdadeira crise se instala na relação. É aí que um dos dois têm a brilhante ideia: Frequentar uma casa de swing!

Pronto! A relação de vocês acaba de ir por água a baixo, porque para casais em crise, o swing na maioria das vezes, ajuda a acabar o relacionamento.

O swing é feito para casais que estão bem e que têm liberdade para falar de seus desejos e fantasias sexuais livremente, sem julgamentos (até mesmos as mais inacreditáveis).

Mesmo quando um casal se dá super bem é possível que eles protagonizem cenas de ciúmes e barraco.

Existe uma frase que é capaz de resumir bem o que é o swing: “No swing você pode tudo, mas não é obrigado a nada.”

Portanto, pensem bem, conversem, vão a alguma casa só para ver como funciona, como se sentem com o ambiente.No final vocês podem se surpreender e acabar experimentando o swing.

Você já foi a uma casa de swing? Como foi sua experiência? Se não, você tem vontade de ir? Será que a sua parceira concorda com a ideia? Comente abaixo!

Espero que você tenha gostado das informações dele. Pode ser que conhecer uma casa de swing seja o próximo passo para você realizar as suas fantasias.

Se você gostou desse artigo, por favor compartilhe com seus amigos e deixe também o seu comentário.

Recomendados Para Você: