Relacionamento

Cavalheirismo é machismo?

Cavalheirismo
Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.


Cavalheirismo

Um homem manter a porta aberta para uma colega de trabalho é considerado algo cavalheiro a se fazer, mas é, também, algo sexista? Cada vez mais, a dúvida se cavalheirismo é machismo é feita, e gera um verdadeiro incômodo por obrigar reflexões que nem sempre estamos dispostos a fazer.

Até mesmo pesquisas no campo psicológico foram realizadas para tentar responder à pergunta. Em especial, uma pesquisa realizada em conjunto entre uma universidade dos EUA e outra da Alemanha reacendeu as discussões a respeito do tema.

Outro termo revivido pela pesquisa é o chamado “sexismo benevolente”. Trata-se da ideia de que cavalheirismo é machismo, partindo do pressuposto que determina ações de pessoas baseadas em seu gênero, mas resultando em ações que, teoricamente, são essencialmente agradáveis.

O problema é que a construção dessa escolha de gentileza baseia-se em conceitos essencialmente paternalistas a respeito da sociedade, o que a torna ofensiva em um contexto de busca por igualdade.

Não é o fim da gentileza

A ideia da pesquisa não é determinar que, com o cavalheirismo é machismo, homens não devam mais abrir a porta para mulheres, ou fazer certas gentilezas. O que tenta se demonstrar é que há algo de ofensivo em homens fazerem isso tudo em função de a outra pessoa ser mulher.

Basicamente, a pergunta correta para determinar se certa gentileza é ou não machismo é “eu estaria fazendo isso para um homem?”. Na prática, o simples fato de você ter percebido que está fazendo algo gentil para uma mulher tende a demonstrar um escolha sexista.

Em resumo, se você faz uma gentileza, ela independe de gênero. Se você perceber que só faz uma gentileza para um certo grupo de pessoas, não é gentileza, mas sexismo benevolente, segundo a publicação popularizada pelo Huffington Post.

O sexismo benevolente é ruim?

Se cavalheirismo é machismo, o grande problema do sexismo benevolente é que ele esconde uma atitude socialmente problemática dentro de uma ação individualmente benéfica. Em outras palavras, o fato de ser geralmente praticado através de uma gentileza parece retirar a gravidade de sua prática.

Se ao ler este texto você pensou que “é um absurdo reclamar de alguém abrindo a porta”, é exatamente esse o grande risco da questão. Como cavalheirismo é machismo, sua prática não percebida através de gentilezas faz com que os valores mais nocivos do patriarcado sejam perpetuados sem nem mesmo serem percebidos.

Isso não significa que você esteja praticando um crime ou gerando os maiores problemas da sociedade. Apenas pense, ao abrir a porta para alguém na próxima, se você está fazendo isso influenciado por valores patriarcais, que definem que a mulher exige gentileza e tratamento especial.

Ninguém está dizendo que você não deva segurar a porta aberta ou ser gentil, pelo contrário: apenas certifique-se de estar fazendo isso com todas as pessoas, sem nem mesmo pensar em seu gênero. Não há nada de errado com a gentileza, mas há uma série de dúvidas a respeito do machismo. Por isso, para não errar, seja gentil com todo mundo!

Recomendados Para Você: