Inversão de papéis na transa: como funciona?

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

Dentre as técnicas sexuais utilizadas para apimentar a relação, a inversão de papéis na transa é uma das mais faladas. A imaginação do ser humano é um dos maiores aliados contra uma rotina monótona em um relacionamento. É ela a responsável acender desejos, fetiches, entre outras coisas.

Geralmente as fantasias estão ligadas ao nosso próprio eu, ou seja, nossa própria personalidade. Uma pessoa que é tímida, por exemplo, pode imaginar ser desinibida na hora do sexo e ousar bastante, o que pode trazer muito prazer na hora do sexo. Assim, nada mais natural do que ter vontade de realizar uma inversão dos papéis na transa, para buscar algo que não é o normal da pessoa.

No que consiste?

Na inversão de papéis na transa o homem e a mulher deixam de agir de forma “normal” e começam a agir como se fossem do sexo oposto. Existem formas distintas de se praticar este tipo de fantasia. Uma delas é apenas fingir ser do outro sexo, podendo mudar o tom de voz e até a maneira de falar.

Contudo, outros casais podem preferir algo mais sério, o que inclui, muitas vezes, penetração masculina. Esta pode ser feita com vibradores ou até mesmo uma cinta peniana, que é uma espécie de pênis flácido feito de silicone que fica ajustada na cintura da mulher. Assim, o jogo sexual fica ainda mais realista, por permitir diferentes posições, o que em conjunto com uma imaginação fértil pode causar muito prazer no casal.

Algumas dicas

Para quem possui um interesse na prática da inversão de papéis na transa seguem algumas dicas de como deixar a brincadeira melhor, como: assistir filmes com essa prática ─ o que pode ser bom para dar uma ajudinha extra na criatividade; um ambiente diferente, como um quarto de motel ─ que pode ser interessante para ajudar ainda mais a quebrar a rotina e esquentar o momento; inventar uma situação ─ o que facilita na hora de quebrar o gelo e perder a timidez inicial do momento.

Os casais que praticam a inversão de papéis na transa concretizam a prática, muitas vezes, com o homem submisso. Nesses casos, para esquentar mais ainda um clima, uma boa ideia é usar, por exemplo, uma roupa de couro e um chicote. Além disso, a atitude de dominadora e dominado fazem toda a diferença e podem apimentar muito a relação de quem tem esse tipo de fantasia.

Preconceito e dificuldades

A inversão de papéis na transa, embora seja alvo de muita curiosidade na internet, também enfrenta muito preconceito. Pode parecer novidade para muitos casais, mas esta é uma das práticas mais conhecidas no mundo BDSM, sigla que significa bondage, disciplina, dominação, submissão, sadismo e masoquismo.

Sendo assim, é visível que para muitas pessoas, a inversão de papéis na transa é algo bastante comum, até mesmo natural. Ela advém da vontade de muitos homens, como também de inúmeras mulheres, de simplesmente tentar sentir o que o outro sente.

Mas para ser praticada há alguns entraves, e o maior deles é achar um parceiro que aceite numa boa. Isso é difícil devido ao preconceito social sobre a prática, sem falar no conservadorismo nas funções atribuídas a homens e mulheres.

Esta brincadeira, no entanto, pode ser uma forma de sentir muito prazer e também de estar mais em sintonia com o parceiro. Afinal de contas, saber o que o outro sente pode ser de grande ajuda justamente na hora de fornecer um pouco mais de prazer durante a hora do sexo, então vale a pena tentar.

Recomendados Para Você:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *