Doença de peyronie: Causas, sintomas e tratamento

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

Uma das principais doenças do pênis é a Doença de Peyronie, descoberta lá em 1743. A Doença de Peyronie acontece quando a elasticidade do corpo cavernoso do pênis do homem é comprometida, o que traz alguns problemas para a sua ereção.

Doença de Peyronie

Quando o pênis deveria ficar ereto, ele apresenta uma curvatura para baixo bastante anormal, o que pode causar grandes dores para o homem ao ter uma ereção. Além das dores, a Doença de Peyronie ainda dificulta muito a penetração na hora do sexo, fazendo ela dolorosa ou até impossível para o cara, o que traz grandes dificuldades para as suas relações sexuais.

Causas da Doença de Peyronie

Existem muitos fatores que podem tornar um homem predisposto a sofrer da doenças de Peyronie. Entre eles, estão, principalmente, fatores hereditários, algumas questões autoimunes, doenças fibromatosas e doenças no metabolismo.

Sofrer de algum desses fatores não quer dizer que o homem obrigatoriamente irá sofrer da doença de Peyronie, mas eles o deixaram com mais chances de que ela ocorra. O que causa a doença de Peyronie geralmente é alguma lesão no pênis durante a ereção em caras que já estejam predispostos a sofrer dela, por contarem com algum desses fatores.

Grupos de risco

A doença de Peyronie tende a acontecer em homens na faixa dos 40 e 50 anos, sendo muito rara sua aparição anterior a isso. Acredita-se que o motivo para isso se dá na abrupta variação na vida sexual dos homens dessa idade. Independente disso, estima-se que cerca de 6 e 7% dos caras nessa idade sofram da doença de Peyronie.

Sintomas

O paciente pode identificar que sofre de doença de Peyronie se notar alguns sintomas como dor no pênis e curvatura anormal durante a ereção, dificuldades de realizar a penetração na hora do sexo e, por fim, se perceber a existência de placas rígidas ao longo da extensão do pênis ereto.

Diagnóstico

É claro que só notar o sintoma não é o bastante para o cara ir diretamente para o tratamento. É preciso que um médico urologista comprove a existência do quadro no homem. Isso é feito, normalmente, através de um exame com o toque, onde o médico sente as placas rígidas ao longo do pênis do cara. Outro método é através de uma radiografia ou ultrassonografia, para observar a existência dessas placas.

Tratamento

O tratamento irá depender totalmente da intensidade do quadro que a doença está fazendo. Por exemplo, ela pode ser muito menos grave em alguns casos, o que irá limitar o tratamento a somente a ingestão de alguns remédios via oral, que devem ser o bastante para livrar o paciente da doença de Peyronie.

Em casos mais avançados da doença, a ereção do homem pode ser comprometida, o que pode causar a sua disfunção erétil. Para esses casos mais graves da doença de Peyronie, o tratamento indicado é um procedimento cirúrgico, que pode ser feito para corrigir a curvatura do pênis, tanto para tratar a ereção com a inserção de uma placa peniana nos corpos cavernosos do homem.

Recomendados Para Você:

One Comment

  1. Ola, Boa Tarde.
    Meu medico me indicou o anteinflamatorio Meloxicam, mas ao ler a bula fiquei com duvidas se ele é realmente indicado para isso, alguem pode solucionar meu problema?
    Obrigado.

Comments are closed