Alta de testosterona em mulheres: efeitos e tratamento

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

Homens e mulheres produzem exatamente os mesmos hormônios no corpo, mas em quantidades diferentes. Via de regra, um homem produz cerca de vinte vezes mais testosterona do que uma mulher, enquanto uma mulher produz níveis mais altos de estrogênio e progesterona.

Muitas vezes, esta regra pode estar desequilibrada, gerando, por exemplo, uma alta de testosterona em mulheres. O resultado pode incluir diferentes sintomas, e o diagnóstico é necessário.

Confira como ocorre uma alta de testosterona em mulheres, seus efeitos e tratamento:

Efeitos

ACNE-FOTO

A alta de testosterona em mulheres pode gerar diversos efeitos no corpo. Entre os principais, destacam-se acne, aumento de pelos no corpo e no rosto, o aumento de produção de insulina e uma condição chamada de síndromo dos ovários policísticos, SOP.

Este problema nos ovários resulta em vários pequenos cistos dentro do órgão. Seus efeitos diretos são dores agudas e menstruação irregular. A condição é um dos efeitos diretos do desequilíbrio hormonal no corpo, que interpreta de maneira inapropriada os níveis de testosterona, e o que fazer com eles.

Outros riscos em potencial da alta de testosterona em mulheres é o aumento de chances de depressão e agressividade. O risco ocorre desde a pré-puberdade, caso a menina apresente altos níveis do hormônio. Neste período, sob tais condições, os riscos de depressão aumentam dramaticamente.

Tratamentos

pilula-recortar

Se a alta de testosterona em mulheres é um desequilíbrio hormonal, seu tratamento obviamente envolve recuperar o balanço. Em alguns casos, soluções simples, como o uso regular de pílulas contraceptivas são suficientes para manter o corpo funcionando adequadamente.

A pílula possui um conhecido efeito de supressão da produção de hormônios sexuais pelo corpo. É por isso que muitas meninas no início da puberdade passam a tomar pílulas contraceptivas para evitar espinhas, por exemplo.

Em alguns casos de alta de testosterona em mulheres combinado com o desejo de engravidar, o tratamento pode ser mais delicado, pois a simples supressão da produção não é suficiente. Nestes casos, é necessário tratar a SOP (se houver), e baixar os níveis através de medicamentos e hábitos cotidianos.

Diagnóstico

A alta de testosterona em mulheres possui um diagnóstico simples, através do teste de sangue. O problema não está no diagnóstico clínico em si, mas na percepção da mulher de que deve desconfiar do desequilíbrio. Isso é especialmente verdade com mulheres fora das idades mais preocupantes – como a puberdade e a menopausa.

O teste de sangue é um procedimento simples, e possui melhor resultado quando feito pelo período da manhã, quando a testosterona está em seus níveis mais altos. Os níveis hormonais variam bastante durante o dia e durante a fase do ciclo menstrual.

Os níveis esperados de testosterona também variam de acordo com a idade da mulher. Uma mulher de quarenta anos com concentração de testosterona levemente superior a outra de vinte anos indica níveis altíssimos, uma vez que o número deveria corresponder a metade dos níveis da mais jovem. No entanto, se esta mulher de vinte anos apresentasse pequeno desequilíbrio para cima, não geraria maiores preocupações.

Veja também:

Recomendados Para Você:

One Comment

  1. Amanda dos Santos

    Excelente,eu tenho problema com acne desde sempre não tenho ovários policístico mais acho que devo retorna a Dermato pois as cólicas estâo mais intensas e a acne aumento no rosto e corpo

Comments are closed