Testosterona Livre x Testosterona Total

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

Você já ouviu falar de andropausa? Se nunca ouviu, saiba que ele é um termo criado para marcar o final do ciclo reprodutivo no homem. Uma analogia à menopausa feminina, e que também traz diversas consequências físicas e psicológicas.

Mas, para entender melhor a andropausa, é preciso conhecer a relação entre Testosterona Livre e Testosterona Total, entre outras ligadas às características masculinas assim como às suas funções sexuais.

Testosterona Total X Testosterona Livre: entenda como elas atuam

A Testosterona Total é a combinação das diferentes formas de testosterona encontradas no corpo humano. Ou seja: Testosterona ligada à SHBG (Sex Hormone Binding Globulin); Testosterona ligada à Albumina e Testosterona livre.

As duas primeiras formam uma espécie de reserva, isto é, não estão prontamente disponíveis, sendo necessária a liberação das substâncias pelo hipotálamo.

Já a Testosterona Livre, como o nome sugere, circula facilmente em nossas veias. Ela pode ser utilizada de imediato, no mesmo instante em que nosso organismo sinaliza que precisa dela.

Porém, a Testosterona Livre representa somente cerca de 1% a 2% do totalE é justamente essa forma que age diretamente no aumento da massa muscular e de energia, na redução da gordura e na libido sexual, entre outras funções.

Não é à toa que uma das maneiras de elevar rapidamente o volume de massa magra e secar a gordura corporal é impulsionar os níveis de Testosterona Livre no organismo.

Algo que, por sua vez, é possível com a redução da testosterona ligada à SHBG (que vimos acima). Situação esta para a qual alguns minerais são imprescindíveis. Veja:

  • Boro – pesquisas indicam que 10 mg de boro ingeridos todos os dias durante uma semana foram suficientes para aumentar em 28% os níveis de Testosterona Livre.
  • Magnésio –esse estudo revelou que 1 g de magnésio diariamente, e combinado com atividades físicas, é capaz de elevar a Testosterona Livre em 24%.
  • Zinco – o mineral eleva a testosterona, diminui o nível de estrógeno, eleva a dihidrotestosterona (DHT) e favorece a qualidade do esperma.

Os minerais acima são encontrados em compostos como o Somatodrol, um ativador natural da testosterona e do hormônio do crescimento, outra importante substância anabólica.

O que acontece quando a Testosterona Livre está baixa

As consequências da redução da Testosterona Livre no corpo masculino vão da diminuição do desejo sexual a alterações no nível de energia e até no humor.

Com isso, o homem pode apresentar sinais de fraqueza geral (e não apenas para o sexo), fadiga, pouca disposição para fazer atividades rotineiras, mal humor sem explicação clara e, uma das consequências mais temidas, a perda de apetite sexual.

Para saber como está o nível de Testosterona Total e Livre, é feito um exame de sangue.

O teste de ligação de proteína competitiva avalia os índices plasmáticos ou séricos do hormônio.

Entre os objetivos do teste estão:

  • Ajudarno diagnóstico diferencial de precocidadesexual masculina;
  • auxiliar no diagnóstico diferencial de hipogonadismo (primário ou secundário);
  • avaliar a infertilidade masculina ou outra disfunção;
  • analisar hirsutismo e virilização em mulheres.

Confira a seguir os valores de referência para Testosterona Total e Testosterona Livre:

  • Testosterona Total – Método:ensaio quimioluminométrico
  • Homens:300 a 900 ng/dl
  • Mulheres:15 a 75 ng/dl
  • Meninos e meninas em pré-puberdade:até 40 ng/dl
  • Testosterona Livre – Método: radioimunoensaio
  • Homens:9 a 55 picogramas/ml
  • Mulheres no menacme:0,3 a 3,2 picogramas/ml
  • Mulheres na pós-menopausa:0,3 a 1,7 picogramas/ml

Como você viu hoje, a relação entre Testosterona Livre e Testosterona Total revela aspectos relevantes à saúde física, reprodutiva e emocional, principalmente nos homens. Então, não deixe de tirar suas dúvidas com seu médico e fazer exames quando ele achar necessário.

Cuide-se, e até a próxima!

Recomendados Para Você:

2 Comments

  1. MInha Testosterona está em 557 ng/dl e minha libido está super baixa, posso fazer reposição hormonal?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *