Periodização de treino: Benefícios e aplicações

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

A periodização de treino é um técnica que deveria ser utilizada por todo mundo que pratica musculação. A triste realidade, no entanto, é que a maioria das pessoas simplesmente ignora seus métodos por não praticar  fisiculturismo esportivo.

Periodização de treino

No entanto, mais do que preparar para competições, a periodização de treino – tanto na musculação, quanto em qualquer outro esporte – garante variedade, qualidade, evita sobretreinos e lesões e ainda dá uma propósito que torna a prática mais interessante.

Saiba o que é, como funciona, e de que maneiras você pode beneficiar-se da periodização de treino:

O que é periodização de treino?

Praticamente todos atletas profissionais treinam com periodização para adequar-se às temporadas dos esportes que praticam. Geralmente tratam-se de períodos entre quatro e seis fases – cada uma com objetivos e metas específicos.

Quando aplicada ao bodybuilding, a periodização de treino é um conceito fantástico para evoluir a condição dos atletas. Quando o corpo acostuma-se com um programa de treinos, ele para de gerar resultados, e é necessário adotar algumas mudanças. Isso é algo que geralmente já é praticado em muitas academias, mas sem a otimização de uma periodização bem elaborada.

As fases podem conter um único ou várias ciclos contados em dias ou semanas. Eles modificam-se de acordo com o objetivo específico que busca-se atingir em determinado momento do treinamento. Nestas mudanças, o treinamento pode modificar-se completamente – e, até mesmo – ser interrompido, para que os melhores resultados sejam alcançados a longo prazo.

Exemplo de periodização do treino

Para exemplificar a técnica, imagine o planejamento de periodização de um período final de doze meses. Para facilitar a assimilação e evitar a temática do bodybuilding, imagine que trata-se de uma temporada de futebol, ao longo de um ano.

Primeira fase: força, potência e hipertrofia

A primeira fase é aquela onde o treino é focado em desenvolver condicionamento físico para os jogadores. No caso do futebol, isso é essencial para evitar lesões. O ganho de massa muscular evita que os tecidos conectivos sofram com pancadas e exercícios intensos, garantindo a integridade do atleta por mais tempo.

Segunda fase: condicionamento cardiovascular

O principal foco da segunda fase seria treinar o sistema cardiovascular utilizando intervalos de treinamento, velocidades e exercícios de agilidade. Nesta fase, deve-se converter a força adquirida em velocidade útil para o campo.

Terceira fase: técnicas e habilidades

É neste período que os requisitos físicos foram adequadamente desenvolvidos, e está na hora de refinar as qualidades do atleta. É o momento onde combina-se todos os pontos importantes. No caso da hipertrofia, seria a hora de focar em definição, mantendo o volume e a força adquiridos.

Quarta fase: recuperação e descanso

A melhor parte da periodização de treino é sua flexibilidade em relação a objetivos específicos. Não há nenhum mal em realizar um período de descanso planejado, desde que haja alguma estratégia para isso.

No caso da periodização de uma temporada de futebol, a recuperação é tão fundamental quanto as partes mais intensas. Se um atleta nunca consegue descansar, ele está muito mais propenso a lesões, além de perder objetivos específicos a serem alcançados.

Na musculação, pode-se traçar um paralelo muito semelhante. Se você treinar indefinidamente e sem ciclos, não terá um resultado a ser atingido por temporada, e provavelmente acabará machucando-se antes de estar satisfeito.

Recomendados Para Você:

One Comment

  1. Hari Darshana Dasa

    Esclarecimento conciso e objetivo. Excelente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *