Os remédios mais utilizados para aumentar a testosterona

Muitas são as formas para aumentar a produção de testosterona em nosso organismo. Seja por alimentação, exercícios físicos ou suplementos, muita gente utiliza remédios para aumentar a testosterona – seja por conta de alguma patologia onde é necessário a reposição hormonal por meio de medicamentos, ou para fins anabólicos, pretendendo assim aumentar a força e o ganho de massa muscular.

Inicialmente esses remédios foram especificamente desenvolvidos para tratar de pacientes que sofrem com os sintomas da baixa testosterona, isso é, possua por conta de alguma doença, efeito colateral, problemas endócrinos ou outro fator, níveis hormonais abaixo do normal e isso traz uma série de sintomas desagradáveis ao corpo masculino, tais como perda de massa muscular, massa óssea, falta de disposição entre outros malefícios.

Entretanto, ao saber que esses medicamentos poderiam trazer uma série de benefícios mesmo para quem possuía os níveis de testosterona normais, vários atletas e praticantes de atividades físicas passaram a utilizar esses remédios como auxílio para atingirem seus objetivos físicos, especialmente para ganhar massa muscular e muita força.

Falaremos a seguir a respeito dos remédios desenvolvidos para aumentar a testosterona, suas aplicações clínicas e seus possíveis efeitos secundários indesejados.

Principais remédios para reposição de testosterona

A testosterona é um hormônio andrógeno presente em grande quantidade no corpo masculino e pouco encontrar no feminino. Nos homens, ele é produzido pelos testículos, sendo responsável pela maioria das características masculinas, tais como o crescimento exacerbado de pelos, mais força física, sendo inteiramente responsável pelo comportamento sexual masculino. A falta do hormônio no organismo traz uma série de malefícios, conforme falamos acima.

Para reparar o problema da falta de hormônios, e problemas relacionados ao comportamento sexual masculino, vários remédios para aumentar a testosterona foram desenvolvidos. A partir dos 30 anos os homens já começam a perder, ao ano, um percentual na produção natural do hormônio, entrando numa fase chamada de Andropausa. Abaixo estão os mais populares:

Durateston

Composição: 30 mg de propionato de testosterona, 60 mg de fempropionato de testosterona, 60 mg de isocaproato de testosterona e 100 mg decanoato de testosterona.

Preço: Uma ampola de 1 ml custa em média R$ 10,00

Efeitos colaterais: crescimento de pelos, acne, agressividade, calvície, crescimento de mamas em homens (ginecomastia), impotência entre outros efeitos secundários indesejados.
Modo de aplicação: intramuscular.

Androxon

Composição: contém 40 mg de undecanoato de testosterona por cápsula.

Preço: custa em média R$ 100,00

Efeitos colaterais: crescimento de pelos, acne, agressividade, calvície, crescimento de mamas em homens (ginecomastia), impotência entre outros efeitos secundários indesejados.

Modo de aplicação: cápsulas, cada frasco contém 30 cápsulas.

Esses medicamentos só devem ser utilizados sob supervisão médica, pois os efeitos de excesso de testosterona no corpo podem trazer sérios problemas ao corpo, como a perda de cabelo, impotência sexual e o crescimento de mamas, uma condição médica chamada ginecomastia. Caso você esteja sofrendo os sintomas da falta de testosterona, procure um médico que ele vai saber qual vai ser a terapia certa para solucionar seus problemas.

Não tome medicamentos hormonais sem a supervisão médica pois isso poderá acarretar em sérios problemas para sua saúde.

Se você quiser aumentar seus níveis de testosterona naturalmente, recomendamos melhorar sua alimentação e começar a ingerir suplementos como o Somatodrol.

Recomendados Para Você:

teste