Flexão de braço: Como fazer o exercício corretamente

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

Lembra das flexões de braço que tanto te assombravam na educação física do colégio? Elas são um dos exercícios mais praticados para construir um corpo forte e definido devido à sua praticidade. Como não necessita de nenhum equipamento para ser realizada, pois usa apenas o peso do corpo, a flexão de braço é uma opção de exercício que pode ser realizada em qualquer lugar.

Flexão de braço

Sua popularidade também se deve ao amplo número de músculos que são trabalhados durante o o exercício. Os músculos do peitoral, os tríceps e o deltoide, nos ombros, todos são trabalhados durante a flexão de braço. Esse exercício ainda pode ter algumas variações para trabalhar áreas ainda mais diferentes. Vamos conhecer um pouco mais sobre elas.

Os três tipos de flexão de braço

Para entendermos melhor como fazer e os benefícios da flexão de braço, vamos dividir elas em três tipos. São eles, a flexão tradicional, a flexão aberta e a flexão fechada.

Flexão de braço tradicional

A flexão tradicional é o tipo mais clássico da flexão de braço. Ele é realizado com as mãos estendidas na distância igual a distância dos ombros e com os cotovelos virados para fora.

Na sua realização correta, você deve descer o corpo fazendo uma flexão com o cotovelo até que eles formem um ângulo de 90°, e então voltando para a posição original. Esse movimento irá trabalhar os músculos dos ombros, da escápula e dos tríceps. A maior ênfase, porém, será nos músculos do peitoral.

Flexão de braço fechada

A flexão fechada, como você deve imaginar pelo nome, é realizada com as mãos em uma distância menor do que a largura dos ombros, com os cotovelos voltados para dentro. As áreas trabalhadas são bastante diferentes em relação a flexão de braço tradicional.

O peitoral, por exemplo, é muito menos utilizado na flexão fechada, assim como na região anterior dos músculos dos ombros. Por outro lado, as partes posterior e medial dos músculos dos ombros trabalham mais, e também é notado um aumento no trabalho realizado pelo tríceps na flexão fechada.

Flexão de braço aberta

Já a flexão aberta é feita com as mãos afastadas em uma distância maior do que a largura dos ombros. Nesse exercício, os tríceps são bem menos trabalhados, pois servem apenas de auxílio para a flexão dos cotovelos.

Por outro lado, os músculos do ombro são muito bem exercitados durante a flexão de braço aberta, assim como os músculos do peitoral.

Os pés também são importantes

Já deu pra notar que com simples variações de posição das mãos, temos a opção de trabalhar diferentes músculos de diferentes formas. Mas essa não é a única maneira de transformar a flexão de braço. A posição dos pés também influencia no trabalho realizado pelo corpo durante o exercício.

Os pés geralmente ficam juntos um do outro durante a flexão de braço, mas você pode aumentar ou diminuir a intensidade do exercício movimentando eles.

Por exemplo, se você afastar os dois pés, a intensidade do exercício ficará muito menor e ele será mais fácil. Já se você colocar um pé sobre o outro, a intensidade será muito maior, e seus músculos trabalharão mais. A variação de intensidade se dá pelos diferentes equilíbrios que os pés dão ao corpo durante a flexão.

Recomendados Para Você:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *