Escravoceta: O que é? Você é um deles?

Muitos homens confundem estar no controle de sua própria vida com transar tanto quanto quiser, e acabam virando um escravoceta sem saber. É verdade que parte do controle está na capacidade de transar sem precisar idolatrar as mulheres. No entanto, se você torna essa busca uma das principais atividades de sua rotina, você não está sob controle de nada.

Escravoceta

O que é um escravoceta?

Um escravoceta é um homem que, como o próprio nome sugere, é escravo de realizar ações que resultem em sexo. Ele geralmente se considera independente, por conseguir transar bastante, mas não percebe que a busca por sexo consome boa parte de seu cotidiano.

Desta forma, o que ele pensa que é “estar no controle”, é uma situação de dependência e dedicação extrema.

Os dois tipos de escravoceta

Há, basicamente, dois tipos de escravoceta. O mais comum, é o homem solteiro que passa horas e horas de seu dia dedicado a obter sexo. Em redes sociais, festas, na academia… Qualquer lugar, para ele, é um oportunidade para encontrar alguém com quem transar. Geralmente, este é o tipo mais complicado de escravoceta, pois ele não percebe que há um problema.

O outro tipo, que destaca-se mais, é o escravoceta de relacionamentos. Todos já conhecemos (ou já fomos) um desses. Trata-se daquele homem que faz absolutamente tudo que sua namorada/esposa quer, acreditando que só assim irá transar, no fim do dia.

Sinais de que você é/está se tornando um escravoceta

Embora não seja uma doença, há diversos sintomas que indicam quando um homem é, ou está prestes a ser um escravoceta. Preste atenção nos seus hábitos, e descubra se muitos deles combinam com o que é dito a seguir. Talvez você seja um escravoceta e nem mesmo saiba disso:

Muito tempo em aplicativos e redes sociais

Tinder, Facebook, Snapchat… Todos estes aplicativos são excelentes, especialmente para conseguir sexo. Não há nada de errado em utilizá-los para este fim. O problema começa quando você passa tempo demais neles.

Reflita: quando você pega o celular e entra em redes sociais, o que você geralmente faz? Se a resposta for: “quase sempre procuro mulheres para marcar um encontro”, talvez você seja um escravoceta.

Sai à noite apenas para conseguir sexo

Qual é a função da balada, para você? Para um escravoceta, a noite só vale a pena, se terminar na cama com alguém. Se este é o único propósito da balada, para você, significa que você é um deles.

Você deixa de ir a compromissos importantes para transar

Indo para aquela janta de reencontro com antigos amigos, você recebe uma proposta de uma mulher, para encontrar-se imediatamente. Se você é um escravoceta, abandonar o compromisso original pode parecer completamente normal.

Em alguns casos, isso pode afetar até mesmo situações profissionais, como entrevistas de emprego e reuniões importantes.

Você faz coisas irresponsáveis para não perder uma oportunidade

Estava sem camisinha, mas não poderia perder a oportunidade e correu o risco mesmo assim? Isso pode ser um sintoma clássico de que você é um escravoceta. Pessoas que dedicam sua vida a obter sexo fazem coisas irresponsáveis, como se aquelas oportunidades fossem únicas. O resultado, obviamente, não precisa nem ser debatido.

Você perde amizades toda vez que entra em um relacionamento

Para o diagnóstico do escravoceta de relacionamento, a perda de amizades é um sintoma comum. Você certamente já viu essa história: toda vez que começa a namorar, a pessoa simplesmente interrompe o contato com os amigos. Muitas vezes, as amizades acabam de forma definitiva, em função do comportamento.

Todos os seus compromissos são baseados na vontade da sua namorada

Ainda na versão doméstica do problema, há o escravoceta que precisa pedir permissão para tudo. Além disso, todos os compromissos pessoais dele são, na verdade, desejos da namorada. Infelizmente, também é um hábito bastante comum.

Recomendados Para Você:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *