Ejaculação feminina: Mitos e verdades

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

Você já deve ter visto em algum filme pornô uma mulher ejaculando e se perguntado se isso ocorre na vida real também. Pois a ejaculação  feminina é um assunto muito controverso da sexualidade, pois existem aqueles que defendem que toda mulher consegue ejacular com facilidade, enquanto alguns afirmar que esse não é um fenômeno tão comum assim.

Ejaculação feminina

Essa é apenas uma das várias discussões sobre ejaculação feminina que existem, com vários questionamentos de como ela funciona e do que é composta. Você quer saber se tem fomo fazer uma mulher esguichar assim na vida real também? E como e por que isso acontece?

Então dá uma conferida nessas informações sobre a ejaculação feminina.

A ejaculação feminina existe?

O motivo para toda controvérsia sobre a ejaculação feminina existir de fato ou não, ocorre porque os diferentes médicos e cientistas que a estudaram não conseguirem identificar de onde exatamente o fluido que é esguichado realmente sai.

Apesar de todo esse estudo, sabe-se que a ejaculação feminina realmente existe, mesmo que não seja, de fato, uma ejaculação.

Como assim?

Bem, acredita-se que o líquido saia de algumas glândulas próximas do clitóris e da uretra que são estimuladas durante o ato sexual.

Isso quer dizer que essa “ejaculação” não é de forma alguma semelhante a o que ocorre nos homens, mas ela recebe esse nome pelo líquido ser esguichado normalmente no clímax do intercurso sexual.

Ejaculação feminina não é o mesmo que lubrificação da vagina

Muita gente acredita que a ejaculação feminina ocorre porque ela acaba produzindo muito líquido para lubrificar a vagina durante o sexo, e esse líquido acaba sendo expelido durante o orgasmo.

Isso, porém, não é verdade, pois os fenômenos são muito diferentes entre si, sem contar que o próprio líquido que lubrifica a vagina tem propriedades diferentes daquele expelido durante o orgasmo.

A ejaculação feminina contém urina?

Pelo fenômeno da mulher esguichar o líquido durante o orgasmo ser muito semelhante a urinar, muitas mulheres e muitos homens se preocupam que ele contenha urina.

Mas pode ficar tranquilo, quando uma mulher chega ao orgasmo, os músculos no pélvis se contraem, tornando impossível que a urina saia, esse fenômeno é o mesmo que acontece com os homens para os impedir de urinar ao ejacular.

Toda mulher consegue ejacular?

Apesar de nem todas as mulheres já terem ejaculado, não exista nada que impeça mulheres específicas de esguichar na hora do orgasmo, basta ter as glândulas responsáveis pelo líquido estimuladas durante o sexo.

O que se difere, é que algumas mulheres podem ser mais sensíveis e, por isso, ter mais facilidade em ejacular do que as demais.

O orgasmo é mais forte quando ela ejacula?

Biologicamente, o orgasmo não é afetado de forma alguma pela ejaculação feminina, ele terá a mesma intensidade que teria sem a ejaculação. Porém, a ideia da mulher ejacular pode ser muito excitante para alguns casais, o que pode deixar o sexo mais prazeroso em um nível psicológico.

Como fazer uma mulher ejacular?

A principal maneira é com a estimulação direta do Ponto G, pois além de levar a mulher ao orgasmo, ele ainda fica muito próximo das glândulas responsáveis pela ejaculação, o que irá facilitar que isso acontece.

Dependendo da mulher, porém, você conseguirá ter sucesso somente com a estimulação do clitóris.

Não espere uma cena de filme pornô

Muitos caras esperam que jatos quilométricos saiam da vagina de sua parceira ao ejacular, exatamente como nos filmes pornôs, mas a realidade não é bem assim. Nesses filmes, é comum que as mulheres bebam muita água antes de gravar e urinem durante o ato, para simular uma ejaculação maior e prolongada. A verdade é que a quantidade do líquido irá variar entre as mulheres, assim como o momento e nível de estimulação nas glândulas.

Recomendados Para Você:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *