Efedrina: Conheça o medicamento

A efedrina é um medicamento para tratar faltas de ar momentâneas, sensação de aperto no peito e problemas relacionados à asma. Algumas outras condições podem ser tratadas com a efedrina, além de ser razoavelmente comum ver o medicamento sendo usado como uma solução irregular para perda de reso.

Efedrina

A efedrina é um descongestionante broncodilatador, que funciona diminuindo os inchaços, comprimindo os vasos sanguíneos nas vias respiratórias e ampliando as saídas de ar do pulmão. Este processo faz com que a pessoa consiga respirar com mais facilidade.

Como utilizar efedrina

Use a medicação de acordo com o indicado pelo seu médico. O medicamento traz, na bula, indicações genéricas, mas o uso correto depende da saúde de cada paciente, o que torna essencial que sejam observadas as características específicas de cada um, a partir da análise de um profissional competente.

E efedrina pode ser inserida na comida, especialmente se as ingestões anteriores geraram algum tipo de irritação no estômago do paciente. Se a pessoa não demonstrar nenhum tipo de reação no trato digestivo, ela pode optar por consumir o remédio separado da alimentação.

Uma das características da efedrina no corpo é a perda de apetite, o que leva muitas pessoas a utilizarem a medicação como um forma de ajudar no emagrecimento. Este não é um procedimento recomendado.

O que fazer ao esquecer uma dose

Ao esquecer de tomar a dose de efedrina no momento correto, o ideal é toma-la o quanto antes. Se você lembrar-se da dose esquecida em um momento muito próximo à seguinte, simplesmente não tome aquela que foi esquecida. Nunca tome uma dose dupla com o objetivo de recuperar o que foi perdido.

Qualquer tipo de dúvida a respeito de doses perdidas ou possíveis recuperações devem ser discutidas com o médico responsável pela receita do medicamento.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais da efedrina podem aparecer em conjunto ou isoladamente, em diversos níveis de intensidade. Qualquer manifestação física que demonstre os possíveis efeitos colaterais previstos nesta seção devem ser relatados ao médico responsável pelo tratamento:

  • Tontura;
  • Dores de cabeça;
  • Náusea;
  • Nervosismo;
  • Tremores;
  • Perda de apetite;
  • Insônia e incapacidade de descansar;
  • Irritação no trato digestivo;

Além disso, há alguns possíveis efeitos colaterais que são mais severos, e devem levar o paciente imediatamente ao médico, quando forem observados:

  • Reações alergias severas (fortes marcas na pele, com vermelhidão e coceira extrema, assim como dificuldade de respirar e sensação de apertos no peito);
  • Inchaços localizados (especialmente na boca, no rosto, nos lábios ou na língua);
  • Dificuldade de urinar;

Situações nas quais não se deve utilizar efedrina

Há determinadas situações que tornam o uso de efedrina proibido para a saúde do paciente, por tornarem a situação potencialmente fatal:

  • Se você for alérgico a este tipo de medicação;
  • Se você não sofrer de asma;
  • Se você tiver asma diagnosticada, mas utiliza medicamente prescritos para tratar a condição;
  • Se você já foi hospitalizado por crises de asma, alguma vez;
  • Se você possui pressão sanguínea alta, doenças cardíacas, batidas irregulares do coração, problemas de tireoide, diabetes ou problemas relacionados ao inchaço da próstata, assim como outras condições relacionadas à má saúde do coração;

Recomendados Para Você:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *