Cortisol: Conheça os problemas, os tratamentos e sua importância

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

O hormônio conhecido como cortisol é produzido por glândulas dos rins, chamadas de suprarrenais. A função primeira do cortisol é ajudar o organismo a reduzir inflamações, controlar o estresse, ajudar no funcionamento do sistema imunológico, e manter os níveis de açúcar no sangue e a pressão arterial constantes.

Porém, o cortisol é alvo de muitas preocupações uma vez que quando ele se encontra em altos níveis ele pode trazer muitos malefícios, e quando se encontra muito baixo também. Nesse sentido, os níveis de cortisol no sangue podem variar até mesmo durante o dia, pois estão diretamente relacionados com as atividades do dia a dia e com a serotonina.

Normalmente, os níveis de cortisol são maiores pela manhã e vão diminuindo ao longo de dia caso você seja uma pessoa diurna. Se você for o tipo de pessoas noturna esses papéis se invertem, tendo maiores níveis a noite e menores durante o dia.

Os Problemas Relacionados ao Cortisol Alto

cortisol

O cortisol alto costuma preocupar principalmente aqueles que estão em ritmo de exercícios e que querem melhor seus níveis corporais. Isso acontece porque o cortisol alto no sangue pode ser responsável por sintomas como diminuição da testosterona, perda de massa muscular e aumento de peso, um trio que resume praticamente todos os pesadelos daqueles que são aficionados por exercícios e academia.

Alguns dos outros sintomas que podem ser ocasionados pelo cortisol alto ainda podem ser: dificuldade na aprendizagem; baixo crescimento; aumento das chances de osteoporose; lapsos de memória; aumento da sede e da frequência em urinar; diminuição da libido; e menstruação irregular.

Tratamentos para o Cortisol Alto

Tratamentos para problemas renais como o de cortisol alto devem ser feitos através de remédios específicos que serão prescritos por um médico competente.

Entre os remédios caseiros, entretanto, temos o inhame que pode ser ótimo nessa situação de cortisol alto, e os exercícios físicos. Outra boa possibilidade em remédios caseiros é em relação a alimentação, onde deve-se investir em alimentos que possuam vitamina C, e diminuir o consumo de cafeína. O consumo de coração de frango e miúdos de boi também é indicado.

Os Problemas Relacionados ao Cortisol Baixo

O cortisol baixo também é muito preocupante, uma vez que pode interferir tanto no físico quanto no psicológico, uma vez que quando o cortisol está baixo, normalmente os níveis de serotonina também estão. Nesse sentido, o cortisol baixo pode gerar sintomas de depressão, fraqueza e cansaço excessivo.

Alguns outros sintomas relacionados ao cortisol baixo: Fadiga; cansaço; desejo repentino de comer doces.

Baixos níveis de cortisol também podem indicar que um paciente possui a doença de Adisson, que pode gerar além dos sintomas já citados, o emagrecimento repentino, dores abdominais, tonturas e manchas na pele, como uma sensação de fadiga muito grande.

Mecanismo de ação do cortisol

O cortisol age de maneira que quando seus níveis são aumentados, ele normalmente mobiliza suas reservas de energia, onde a glicose é retirada dos tecidos e direcionada para o sangue, auxiliando na concentração e na atividade cerebral. Ainda que esse aumento de concentração devido ao cortisol possa ser positivo, uma pessoa com altos níveis de cortisol pode começar a sofrer com o estresse crônico, e se tornar uma pessoa agressiva.

Sendo assim, o cortisol alto pode ainda destruir a musculatura, uma vez que o tecido muscular passa a ficar mais enfraquecido onde a glicose e os aminoácidos são retirados e absorvidos pelo organismo. Isso pode acabar com a sua musculatura, e ainda ser um empecilho muito grande para aqueles que pretendem construir um corpo com músculos fortes.

Outro problema em relação ao mecanismo de ação do cortisol quando ele se encontra elevado é em relação ao aumento da pressão arterial, que acaba acelerando por causa da grande quantidade de glicose liberada no corpo, provocando um choque de adrenalina pois o cérebro está recebendo uma carga muito grande de energia.

Além da destruição dos tecidos musculares, do aumento da irritabilidade e do estresse, o aumento do cortisol pode causar ainda alterações que piorem o metabolismo, fazendo com que a possibilidade de obesidade e do aumento de gordura em áreas como quadris, abdômen e costas seja muito real.

O cortisol e os exercícios físicos.

O motivo pelo qual um treinamento pode durar no máximo uma hora, onde uma pausa deve ser dada é porque nos primeiros momentos de carga física o cortisol sobe, e nos minutos seguintes começa a cair, porém, após cerca de 45 minutos ele começa a aumentar de novo.

Com os níveis de cortisol subindo após cerca de 45 minutos de treino, os processos anabólicos podem acontecer com maior frequência, fazendo com que o corpo comece a destruir toda a massa muscular conquistada.

Exame de Cortisol

Saber como andam seus níveis de cortisol pode ser bastante fácil, uma vez que o exame é simples e pode ser feito através de uma amostra de sangue, saliva ou urina.

Caso o seu exame possua alterações nos níveis de cortisol, procure um médico especializado, no caso, um endocrinologista que possa ajudar você com o tratamento, e com a descoberta das causas, investigando inclusive se existe a possibilidade de uma doença mais grave, ou se essa é apenas uma alteração normal que precisará de um pequeno tratamento para ser corrigida.

Suplementos durante o treino

Existem estudos que indicam que o BCAA (poderoso suplemento de aminoácidos) pode ser ingerido para que os níveis de cortisol sejam reduzidos durante e após o treino. Como o cortisol funciona como um aminoácido e o corpo investe em sua produção para gerar mais energia, se você colocar mais aminoácidos em seu corpo, ele não sentirá a necessidade de produzi-los, nesse sentido, o corpo reconhecerá que já possui muitos aminoácidos essenciais e glicose, não aumentando os níveis de cortisol, porém, esteja atento as quantidades necessária de BCAA, e ao tempo de treinos pesados.

O cortisol pode ser um grande inimigo quando está descontrolado, porém, saiba cuidar bem dele através de exercícios físicos regulares e de uma alimentação balanceada. Caso você esteja com problemas relacionados a níveis altos ou baixos procure um endocrinologista e inicie um tratamento.

Recomendados Para Você:

6 Comments

  1. Olá. Gostei das informações, muito relevantes. Obrigada.

  2. excelentes dicas

  3. tirou algumas duvidas onde estava eu a pesquisar sobre testosterona

    obrigado, junior

  4. As suprarrenais ou adrenais são glândulas localizadas acima dos rins , não são parte dos rins e sim outro orgão.

  5. ótimas informações

  6. Eu sofro com hipotireoidismo o que deve fazer estou acima do meu peso 30kl a mais

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *