Como tratar impotência masculina

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

Muitos não sabem como ocorre a impotência masculina, e nesse sentido, o conhecimento de que a função erétil está ligada ao cérebro e a medula é pouco disseminado.

O pênis funcionada da seguinte maneira: Existem dois grupos de fibras nervosas que compõem o pênis, onde uma carrega sinais que impedem a ereção, e a outra carrega sinais que facilitam a ereção. A função desses dois sinais é justamente estarem integrados para controlar o órgão reprodutor e fazer com que ele funcione bem. O local onde o encontro desses dois sinais ocorre é na medula, no centro da coluna vertebral, porém, a comunicação feita por esses nervos ainda entra em contato com o cérebro, ligando a função erétil a emoções e memórias.

Agora que o cérebro está informado do que está acontecendo, ele é o encarregado por enviar esses sinais que inibem ou facilitam a ereção, para que o sangue conduzido pelas artérias vá para o pênis e para que ocorra a ereção. Sendo assim, erros nesse trajeto podem causar a impotência masculina.

Porém, é importante lembrar que para que um indivíduo apresente um caso de impotência, ela deve ser permanente, e não apenas uma falha comum que pode acontecer com todos os homens.

Quando o assunto é impotência sexual, deve-se lembrar que ela pode ocorrer tanto por problemas no organismo do homem relacionados diretamente a ereção –como falhas entre o cérebro, a medula e o pênis-, ou por problemas relacionados a falta de desejo, ejaculação precoce, ou ejaculação retardada.

impotencia-masculina

Principais causas da impotência em homens

Nesse sentido, existem quatro causas principais para a impotência masculina, onde a mais importante delas é a emocional, atingindo 70% dos casos. Os 30% restantes são sacos ligados a disfunções de origem vascular, hormonal, e muito dificilmente, mas com alguns casos registrados, como resultado da anatomia do pênis.

Como as causas emocionais são normalmente a maioria dos casos de impotência, destacamos que entre essas causas temos a ansiedade, que pode bloquear uma ereção, e a falta de controle ejaculatório, onde o homem pode sentir medo de ejacular depressa demais, de não conseguir um bom desempenho, ou agradar a parceira, e nesse sentido, podem ocorrer falhas durante o ato sexual.

A idade então interfere?

Não. Apesar da perda de testosterona e de muitos acreditarem que o homem começa a ficar impotente com o avanço da idade, esse fato já foi comprovadamente descartado, uma vez que a sexualidade não tem padrão, e existem pessoas de diversas idades que sofrem com impotência, enquanto outras não.

Nesse sentido, um homem de 90 anos pode ter uma vida sexual satisfatória e com ereção, desde que ele esteja bem disposto, saudável e otimista. Do outro lado da moeda, podemos encontrar um jovem que está doente, deprimido ou inseguro e que sofre de impotência.

O que queremos dizer aqui é que não existe padrão, não existe idade, e que a sexualidade muda de acordo com a postura de cada um em relação a vida.

Uma das causas da impotência que mais são levadas em conta hoje em dia, porém, é o distúrbio hormonal, que tem a ver inclusive, com o envelhecimento. Nesse sentido, a reposição hormonal em homens acima dos 50 anos tem se popularizado. Porém, ainda é necessário algum cuidado em relação a esse tipo de tratamento, uma vez que ao contrário das mulheres, os homens não sofrem tanta alteração hormonal, mantendo-se aptos para procriar durante toda a vida desde que se mantenham saudáveis.

Sendo assim, é interessante citar a testosterona, hormônio que é comumente conhecido como o responsável pela libido masculina (veja aqui dicas para aumentar a sua). A testosterona é diminuída com a idade, porém, essa diminuição é muito pequena em casos normais, e como já colocado aqui, um homem entre 80 e 90 anos ainda pode ter ereções e espermatozoides saudáveis para a reprodução.

A causa vascular também deve ser citada uma vez que existem artérias responsáveis pela irrigação das pernas e do órgão genital. Essas artérias chamada “ilíacas”, são responsáveis então por fazer com o sangue da aorta circule através dela para as partes do corpo já citadas.

Nesse sentido, caso haja alguma obstrução nessas artérias, uma pessoa pode sentir dores na perna, coxa, nádegas ou ao andar, por conta da má circulação, que poderá causar também a disfunção erétil. Essa disfunção erétil ocorrerá por causa de uma fuga venosa que faz com que o indivíduo consiga ter a ereção, mas que não consiga mantê-la.

impotencia-sexual-homens

Como acabar com a impotência: Entenda quais são os Tratamentos

A impotência ou disfunção erétil, deve ser detectada através de um diagnóstico clínico, e a partir da descoberta de suas causas, existem diferentes opções de tratamento. Sendo assim, para as causas emocionais, existem tratamentos como a psicoterapia, e para as causas ligadas ao organismo, existem tratamentos como a injeção direta no pênis antes da relação sexual, géis e cremes de tratamento e enrijecimento, reposição hormonal e a famosa prótese peniana.

A prótese peniana foi uma revolução em relação ao tratamento da disfunção erétil. Apesar do nome “assustador”, a prótese peniana não se trata exatamente de uma prótese do pênis, mas sim de um implante que é colocado no pênis para dar maior rigidez ao mesmo, permitindo o ato sexual sem que a ejaculação e a libido sejam alteradas.

Uma ótima alternativa para aqueles que realmente sofrem com o problema de disfunção erétil, apesar de alguns incômodos no pós-operatório, a prótese peniana permite que o desempenho sexual volte ao normal, e em pouco tempo o homem nem se lembrará mais que fez um implante em seu pênis.

Esse implante é feito através de uma mecanismo hemodinâmico, e ele pode ser acionado pelo homem que agora terá o controle de sua ereção de acordo com a sua vontade. A sensibilidade do pênis é preservada, e como já citado, a ejaculação melhora e a libido também.

Ainda existem alternativas para certos casos, como os medicamento Cialis e Viagra, que devem ser usados somente quando indicados por um médico, e com as dosagens de acordo com as especializações.

Sendo assim, apesar de que a impotência masculina seja motivo de vergonha para muitos homens, podemos perceber que seu tratamento não é tão complicado assim, e que existem ótimas alternativas para os homens que sofrem com essa disfunção. Perder a vergonha e procurar um médico é o primeiro passo para recuperar a vida sexual saudável que faz tão bem ao ser humano.

Recomendados Para Você:

One Comment

  1. sofro d impotencia sexual…. oq fazer?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *