Andropausa: Sintomas, tratamento e prevenção

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

Assim como, depois de certa idade, as mulheres passa, a sofrer da menopausa, a medida que envelhecem, os homens passam a sofrer com a andropausa. A andropausa se caracteriza pela queda na produção do hormônio da testosterona pelo organismo masculino e costuma ocorrer por volta dos 45 e 50 anos.

A principal diferença entre a menopausa nas mulheres e a andropausa nos homens é que a andropausa e muito menos frequente, afetando somente 33% dos homens.

Andropausa

É por isso, também, que o assunto é muito menos discutido do que a menopausa. Apesar disso, o número de homens que vive com a diminuição dos níveis de testosterona e bastante alto, e por representar uma mudança drástica na saúde e sexualidade do homem, é importante ter conhecimento sobre ela.

Sintomas da andropausa

A queda na produção de testosterona pode logo ser notada pelo homem, trazendo consigo umas série de sintomas que podem se manifestar. Entre eles, estão alterações de humor, cansaço, pouca energia no dia a dia, queda do apetite sexual ou disfunção erétil e até mesmo a perda de massa óssea ou muscular.

Com a queda dos níveis de testosterona no sangue, alguns problemas de saúde mais graves podem se manifestar, tais como a diabetes, obesidade, hipertensão, colesterol alto e complicações no sistema cardiovascular. Por isso, é importante que homens entre 45 e 50 anos que passem a apresentar esses problemas de saúde, verifiquem seus níveis de testosterona com a ajuda de um profissional.

Tratamentos contra a andropausa

O melhor tratamento contra os baixos níveis de testosterona no sangue do homem é a reposição hormonal. O objetivo desse método não é trazer de volta toda a virilidade que o homem teve uma vez, mas sim combater os riscos que os níveis mais baixos de testosterona trazem para a saúde do homem.

Dessa forma, a suplementação hormonal serve para prevenir o homem das doenças que podem se desencadear da baixa de testosterona. Apesar de ser a melhor solução, a suplementação de testosterona deve ser feita com muito cuidado e uma forte atenção médica. Uma serie de exames de sangue devem ser feitos para evitar o ocorrimento de efeitos colaterais do remédio que podem prejudicar a saúde do paciente.

Após esse processo, a reposição do hormônio da testosterona no sangue do homem irá lhe permitir uma vida mais estável, com mais saúde e um risco menor de complicações.

Quais remédios são usados no tratamento?

O Durateston é o remédio mais comum no tratamento da andropausa. Apesar disso, ele nem sempre pode ser o mais indicado para todos os pacientes.

A automedicação é extremamente perigosa, sempre procure um médico para que ele possa lhe indicar o remédio e a dosagem correta para o seu tratamento.

Como prevenir a andropausa?

A andropausa não pode ser evitada, ela faz parte do processo natural de envelhecimento do homem. O melhor que se pode fazer é consultar um urologista com uma frequência saudável ao se aproximar da idade de risco para verificar os seus níveis de testosterona no sangue.

Outra medida é se prevenir contra as doenças que podem ser causadas pela ausência do hormônio no sangue, evitando maiores riscos à sua saúde.

Recomendados Para Você:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *