Alta de testosterona em homens: entenda os efeitos negativos

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

A testosterona é um hormônio produzido pelos testículos, em homens e, em menores quantidades, pelos ovários, em mulheres. Isso não quer dizer, no entanto, que não possa haver uma alta de testosterona em homens – pelo contrário.

Embora possa haver efeitos positivos em níveis de testosterona levemente elevados, a alta de testosterona em homens pode gerar diversos efeitos negativos.

Enquanto níveis levemente superiores permitem a construção mais fácil de músculos, manutenção de altos níveis energéticos e aumento da libido, níveis muito altos afetam diretamente a saúde. Essas consequências negativas devem preocupar, e os níveis devem ser rapidamente tratados.

Especialmente no meio esportivo, a desinformação leva à busca de aumento da testosterona de forma irresponsável. Ela ajuda, sim, no desempenho esportivo, mas deve ser buscada de forma adequada.

Entenda quais são os principais efeitos da alta de testosterona em homens:

Depressão

esps-depressao-pos-parto-atinge-um-a-cada-cinco-homens

Clinicamente falando, a depressão é um sentimento profundo de tristeza. Este sentimento dura por longos períodos de tempo, e pode ser tão grave que a pessoa chega a sentir-se sem esperanças. Há, também, sintomas físicos que acompanham a pessoa com depressão.

Estes possíveis sintomas incluem a perda de apetite, músculos doloridos, insônia ou excesso de sono, e grandes variações de peso. Pessoas que sofrem de depressão também costumam passar pela perda de interesse nas atividades que gostavam, antes da condição.

A depressão sempre exige cuidado médico. Isso torna-se especialmente verdade quando ela torna-se severa. A depressão causada pela alta de testosterona em homens ocorre em função do disrupção no equilíbrio hormonal, fazendo o corpo reagir negativamente às condições químicas em questão.

Agressividade

A agressividade é o termo que define ações de hostilidade em interações humanas. A alta de testosterona em homens costuma fazer com que a pessoa age de forma excessivamente agressiva.

Eles possuem uma tendência muito maior de entrarem em brigas com outras pessoas. Muitas vezes, o esteriótipo de um homem com excesso de testosterona é exatamente esta postura agressiva.

Impulsividade

casule-psicologia-agir-por-impulso

Muitas vezes associada à própria agressividade, a impulsividade é um comportamento diferente, mas igualmente preocupante. Trata-se da tendência de fazer as coisas sem a quantidade de reflexão necessária para que sejam feitas de forma responsável.

A impulsividade é causada pelo mesmo desequilíbrio químico no cérebro que os outros sintomas. Isso faz com que homens com altos níveis de testosterona precisem lidar com consequência indesejadas, em função de seus atos.

Raiva

Mais um efeito comportamental da alta de testosterona em homens é a raiva incontrolável. O desequilíbrio hormonal gera uma grande dificuldade de controle das emoções, especialmente as impulsivas, como a raiva.

Variações de humor

bipolaridade-capa

As variações de humor são grandes mudanças repentinas no “estado de espírito da pessoa”, semelhante à bipolaridade. Um homem com níveis exagerados de testosterona pode passar da euforia para a fúria, ou depressão, em questão de minutos. Muitas vezes, nem mesmo há um gatilho real para que estas reações ocorram.

Encolhimento dos testículos

O excesso de testosterona no sangue pode tornar os testículos inúteis para o organismo. Este caso ocorre, é claro, quando a alta de testosterona em homens é causada pelo consumo externo do hormônio.

O resultado disso é uma diminuição no tamanho nos testículos. A diminuição nem sempre é sutil, podendo ser notada pelo próprio homem de forma bastante evidente. Ela pode ser reversível, desde que receba tratamento adequado;

Baixa contagem de esperma

A alta de testosterona em homens pode levar o corpo a produzir menos esperma. O sistema reprodutivo masculino pode tornar-se sobrecarregado do hormônio, comprometendo seu funcionamento. Em casos extremos, a produção de esperma pode, até mesmo, pausar completamente, até que os níveis hormonais sejam reduzidos.

Veja também:

Recomendados Para Você:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *