ADE Injetável: usos e riscos

A ADE injetável é, na prática, um óleo vitamínico de uso veterinário. Muitas pessoas a utilizam como forma de gerar volume muscular, em função de sua capacidade de gerar inchaços musculares. Trata-se de uma solução para quem busca ganhar volume muscular rapidamente, mesmo que não se trate de fibras musculares propriamente ditas.

A ADE injetável possui este nome em função da sua composição. Trata-se, na prática, de uma solução oleosa das vitaminas A, D e E. No mundo veterinário, é utilizada para a suplementação de animais com déficit destes nutrientes.

No que diz respeito ao ganho muscular, no entanto, seu uso é bastante arriscado. Muitas pessoas confundem a ADE injetável com esteroides, acreditando que ela influencia o crescimento de músculos. Na verdade, a solução garante apenas o desenvolvimento de volume em função do próprio líquido injeto. Não há definição ou aumento de massa muscular. Além disso, sua utilização é bastante perigosa para a saúde.

Entenda como funciona o uso da ADE injetável, e quais são seus principais riscos para a saúde:

a-d-e-50-ml

Como a ADE injetável supostamente funciona para o crescimento muscular

A utilização de ADE injetável é semelhante ao que antes se fazia com o Synthol. Injeta-se o óleo de maneira intramuscular. Os músculos, reagindo fisiologicamente à injeção, incham. Este inchaço aumenta o volume total do local da aplicação, mas não atua na formação de fibras.

Em resumo, a impressão gerada pela aplicação de ADE é aquela obtida logo após uma rotina de malhação. Os músculos estão inchados, e a sensação de aumento de volume é significativa. Obviamente, como não atua sobre as fibras, trata-se apenas de uma aparência temporária.

A longo prazo, sua aplicação pode gerar perda muscular. Além disso, é possível que a situação gere infecções graves. Com uma rápida pesquisa online, você pode encontrar uma infinidade de vídeos de usuários de ADE injetável retirando quantidades absurdas de pus da musculatura, em função das infecções.

Efeitos colaterais do ADE injetável

Para quem busca uma forma rápida de parecer malhado, o ADE injetável pode parecer uma boa ideia, inicialmente. Não demora muito para entender, no entanto, que a enorme quantidade de efeitos colaterais vindas da aplicação não compensa em nada.

O primeiro efeito colateral percebido é, sem dúvidas, o inchaço. Não se trata de ganho muscular, mas de uma reação biológica, que inclui a acúmulo de pus. Isso pode indicar uma infecção grave.

Infecções

Não são raros os casos de aplicação de ADE injetável que acabam em infecções generalizadas, paralisia e necessidade de cirurgias. Há diversos casos onde a aplicação resulta na necessidade de amputação dos membros.

Incapacidade de desenvolvimento muscular

Se, mesmo com todos os riscos, a aplicação não gerar uma infecção grave, há ainda o problema de prejudicar o crescimento correto dos músculos no futuro. Eles tornam-se incapazes de um desenvolvimento de forma saudável.

Perda de mobilidiade

Com os músculos lesionados pela injeção intramuscular, eles perdem tonificação. Não raro, pessoas que injetam as vitaminas percebem a perda de mobilidade muscular.

Quando o efeito da injeção passa, descobre-se a incapacidade de mover adequadamente os membros. Muitas vezes, só se recupera a mobilidade através de um longo tratamento fisioterápico.

Veja também:

Recomendados Para Você:

teste